Bar Brasil - Londrina


Mudar não é nada fácil. Mais difícil ainda é deixar a casa, os amigos e ficar dias longe de minha amada. Hoje já são mais de 30 dias em Londrina, os primeiros dias foram de descobertas, e assim garimpei o Bar Brasil. 
Precisava encontrar uma lavanderia e um boteco, necessidades primárias. 
No primeiro dia de trabalho achei prematuro perguntar sobre o bar, optei pela lavanderia. Para me explicarem ouvi: fica ali na Rua Hugo Cabral com Piauí, ao lado do Bar Brasil! Ao lado do hotel que você está hospedado. Nem acreditei, dois problemas resolvidos com uma pergunta.
O Bar Brasil é um dos mais antigos de Londrina, abriu as portas pela primeira vez em 1941, a cidade foi fundada em 1934. Há quem diga que ele precede a urbe londrina. Atualmente quem está atrás dos balções de madeira de lei é a família capitaneada pelo Seu Brasil (Lourival), sua esposa Mara e o jovem Rahy, blogueiro e estudante de Direito que se desdobra para ajudar os pais.
Durante anos foi o ponto de encontro dos estudantes da UEL, a sede do DCE ficava em uma casa exatamente do outro lado da rua. A casa velha ainda resiste, hoje o público é mais variado: estudantes, anciões e os fanáticos por futebol. O Bar é um verdadeiro paraíso dos boleiros. Dois telões e um tanto de televisores, capazes de transmitir vários jogos ao mesmo tempo.
Dona Mara prepara delícias, um lanche de pernil que faz frente ao Estadão, um espaguete...isso mesmo o bar serve macarronada. Nas paredes fotos de GV, JK que governaram na época que o estabelecimento já atendia seus clientes. Na porta do WC quem nos recebe é Cartola, que a partir de agora poderá ser ouvido nas novas vitrolas adquiridas pelo Seu Brasil.
Os dias foram passando, já abandonei a lavanderia e adotei o Bar Brasil, ou melhor ele me adotou!

 


Comentários

  1. Delícia de texto Daniel! Me fez voltar no tempo, mais precisamente nos anos 90, quando deixei a casa dos meus pais e fui "adotado" pelo Kanashiro, em Marilia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí Gustavo, vamos vivendo e conhecendo as botecagens da vida...

      Excluir

Postar um comentário